4 Tipos de Panela Que Fazem Mal à Saúde

4 Tipos de Panela Que Fazem Mal à Saúde

Grande parte das pessoas sabe que é essencial ter uma alimentação saudável, mas o que poucos sabem é que escolher a panela certa é tão essencial quanto a escolha dos alimentos na hora de cozinhar.

Leia tudo

Grande parte das pessoas sabe que é essencial ter uma alimentação saudável, mas o que poucos sabem é que escolher a panela certa é tão essencial quanto a escolha dos alimentos na hora de cozinhar. Mesmo as dietas mais saudáveis podem resultar em complicações de saúde se o utensílio utilizado for tóxico. Abaixo, revelamos quais são as panelas mais perigosas, bem como algumas opções mais seguras:

1. Panelas de teflon

As panelas de teflon são, sem dúvida, as mais populares, porque esse material antiaderente é muito conveniente e facilita a vida na hora de cozinhar. No entanto, é também o mais perigoso.

As propriedades antiaderentes das panelas de teflon vêm de um revestimento de politetrafluoretileno, um polímero plástico que começa a liberar toxinas ao ser aquecido acima de 300 graus celsius. Esses vapores tóxicos podem levar a sintomas semelhantes aos da gripe, chamados de febre polimérica, informalmente conhecida como "gripe teflon". Esses vapores podem ser prejudiciais tanto para seres humanos quanto aves de estimação, como papagaios.

Outro composto químico encontrado em panelas de teflon é o ácido perfluoro-octanoico, que tem sido associado a vários tipos de câncer, incluindo próstata, ovário e mama. Embora acredite que esse ácido esteja presente em quantidades tão pequenas e assim não representa risco para a saúde, é importante saber que também é encontrado em muitas outras coisas do dia a dia. É por isso que é melhor limitar a exposição a ele sempre que possível.

Alternativa segura: panelas de ferro fundido
Esta é uma opção de cozimento segura que realmente resiste ao teste do tempo. Ela aquece bem e uniformemente, e pode até ser manipulada para torná-la antiaderente. Não solta tóxicos na comida e é, na verdade, uma boa maneira natural de aumentar seus níveis de ferro no organismo, caso estejam baixos. A melhor opção são as panelas de ferro fundido esmaltado.

2. Panelas de alumínio



Não é surpresa que o uso de alumínio seja bastante popular – além de ser o metal mais abundante, também é muito resistente, versátil, leve e reciclável. No entanto, tambem tem seus perigos ocultos.

O alumínio é um metal neurotóxico. De fato, níveis elevados de alumínio têm sido associados a várias doenças do sistema nervoso central, incluindo esclerose latreal amiotrófica e Alzheimer. Embora o alumínio seja geralmente revestido, o revestimento é propenso a lascar, liberando o metal tóxico na comida.

Alternativa segura: panelas de vidro
Esta é outra opção segura a considerar. O vidro não libera tóxicos ao ser aquecido, é durável, ecologicamente correto e não pega cheiros ou sabores de outros preparos feitos anteriormente.

3. Panelas de cobre



Você pode ter visto panelas de cobre nas lojas e notou como são lindas, e também pode ter ouvido falar sobre suas boas propriedades condutivas, o que permite um aquecimento rápido e uniforme, mas você sabia que o cobre pode realmente ser perigoso quando usado em panelas?

Assim como alguns outros metais pesados, pequenas quantidades de cobre são necessárias para a saúde. No entanto, em quantidade excessiva pode levar a envenenamento por metais pesados. Se não for revestida, ela pode liberar cobre ao cozinhar alimentos ácidos. Já o revestimento frequentemente contém níquel, que é outro elemento tóxico.

Alternativa segura: utensílios de aço inoxidável
Esta é uma ótima opção - é leve, resistente a arranhões e pode ser manipulada para torná-la antiaderente. Além disso, dura muito tempo. Apenas assegure-se de comprar aço inoxidável de qualidade, que possa ser usado para cozinhar, pois não contém cromo ou níquel.

4. Panelas de cerâmica revestida



Utensílios de cerâmica revestida parecem uma opção segura para cozinhar. Afinal, a cerâmica é completamente segura para fins de cozimento, mas o revestimento geralmente esconde materiais nada bons.

O revestimento de cerâmica não é o mais durável e começa a lascar após vários meses de uso. Quando isso ocorre, o cádmio e o chumbo que às vezes são encontrados no revestimento vão para a comida, e consequentemente os ingerimos. O envenenamento por chumbo é um dos tipos mais perigosos de intoxicação por metais e pode resultar em dores de cabeça, dor abdominal, infertilidade e outras complicações de saúde. Mesmo quando o revestimento é livre de chumbo, panelas com lascas ainda podem apresentar perigos – geralmente é o alumínio neurotóxico que está sob o revestimento de cerâmica.

Alternativa segura: panela de cerâmica 100%
Essa é uma das melhores e mais seguras opções, já que é feita com materiais naturais, não é tóxica e não descasca ou lasca. Também é antiaderente e pode ser lavada na lava-louças. A única desvantagem é que pode ser muito cara, mas vai durar muito tempo.

Fonte: brightside