Após 18 anos de abandono, Luzia reencontra filha e toma atitude em Segundo Sol...

Após 18 anos de abandono, Luzia reencontra filha e toma atitude em Segundo Sol...

Luzia (Giovanna Antonelli) cometerá um crime nos próximos capítulos de Segundo Sol e se verá obrigada a deixar o Brasil. Ela abandona os dois filhos e parte para o exterior, retornando 18 anos depois

Leia tudo

Luzia (Giovanna Antonelli) cometerá um crime nos próximos capítulos de Segundo Sol e se verá obrigada a deixar o Brasil. Ela abandona os dois filhos e parte para o exterior, retornando 18 anos depois como uma famosa DJ internacional, conhecida como Ariella.

Manuela (Luisa Arraes) cresce e se torna sua fã, sem saber que ela é a sua mãe, e conversará com ela à distância ao longo desse tempo. No retorno de Luzia, durante um badalado show, a filha estará fazendo aniversário e será surpreendida com uma homenagem.

No palco, Luzia desejará felicidades a ela, que fica encantada, mesmo estando sob efeito de drogas. Mais tarde, ela é convidada para ir até o camarim da artista, que a recebe com muita emoção. Em conversa com Groa, Ariella/Luzia contará o que está sentindo.

“Ai, Senhor, dái-me forças e serenidade! Faz 18 anos que não vejo minha filha, Groa, e agora que tou assim, do ladinho dela, tou tremendo mais que gelatina, com medo de estar errada, de piorar ainda mais essa situação”, lamenta ela, que será aconselhada pelo amigo.

Nesse momento, entra Manu, dizendo: “Ai, Meu Deus, que nervoso…”. Frente a frente, elas começam a conversar. “Nem acredito que tou diante da Ariella. Eu te admiro tanto! Desculpa, tou muito nervosa. Tremendo, ó”, dirá ela, e a mãe pede um abraço.
Manuela se joga nos braços dela, sem saber que é sua mãe, e a DJ se emociona. “Obrigada, Ariella, quase caí dura quando você falou que o show era dedicado a mim! Como soube que era meu aniversário?”, questiona, e ela responde que sabia pelas redes sociais.

Depois, ela desconversa e questiona sobre a sua família, e Manu conta: “Teve um jantar de família, foi insuportável. Minha mãe e minha irmã me odeiam”. Luzia se sentirá culpada e lamenta: “Não acredito que alguém possa te odiar, você é um amorzinho! E seu pai?”.

“Meu pai finge que não vê pra não se aborrecer. Mas eles nem são de verdade minha família/ ah, eu não quero falar daquela gente, tou feliz agora de estar aqui com você! Esse foi o melhor aniversário da minha vida, graças a você”, declara.

Na sequência, Manu apresenta o namorado e Luzia pede o seu telefone. “Acho que tou maluca, você quer mesmo conversar comigo? Olha bem pra mim, eu não sou nada, ninguém”, dirá ela, ainda alterada, e Luzia diz que as duas irão sair juntas;

“Jura? Você quer sair comigo?”, questiona. “Vou adorar dar umas voltas com você pela cidade! Por que, você não topa?”, pergunta a mãe. “Claro que eu topo! Fico até se jeito… Vou te levar nuns lugares maneiros que eu conheço…”, avisa.

“Antes de sair posso tirar uma foto nossa pra guardar de recordação? E colocar na rede pra todo mundo ver! Hashtag melhores amigas! Chupa, mundo”, diz ainda, empolgada, enquanto é puxada pelo namorado. Luzia então fica sozinha no quarto e desaba em prantos.

“Eu só queria encher ela de beijos, abraçar bem apertada minha filha e não largar mais… nunca mais”, lamenta, inconsolável. E completa: “Ah, que dor, que dor! Ela precisa de mim! Tá sofrendo, tá perdida! Eu tenho que ajudar minha filha!”