Caminhoneiros bloqueiam trecho de rodovia no Ceará em protesto contra aumento do combustível

Caminhoneiros bloqueiam trecho de rodovia no Ceará em protesto contra aumento do combustível

Um grupo de caminhoneiros bloqueou a rodovia BR-020 (Avenida Quarto Anel Viário) durante uma manifestação na manhã desta segunda-feira (21), no trecho entre Fortaleza e a cidade de Maracanaú, na

Leia tudo



Um grupo de caminhoneiros bloqueou a rodovia BR-020 (Avenida Quarto Anel Viário) durante uma manifestação na manhã desta segunda-feira (21), no trecho entre Fortaleza e a cidade de Maracanaú, na Região Metropolitana. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal Federal (PRF), os condutores protestam contra o aumento no preço dos combustíveis.

Segundo a PRF, cerca de 50 caminhoneiros pararam os veículos no acostamento e queimaram pneus na pista para impedir o trânsito. Um congestionamento de cerca de cinco quilômetros se formou na rodovia por volta das 8h11, devido à manifestação.

Os profissionais que participam da manifestação são caminhoneiros autônomos. Segundo Alcivan Fernandes, um dos organizadores do movimento, a categoria busca chamar atenção para a alta no preço do diesel e também para a necessidade de reajuste dos fretes.

"Com a alta do combustível, ficou praticamente inviável o transporte. Então a gente viu a necessidade de paralisar para ter o reajuste do frete e também chamar atenção sobre aumento abusivo do combustível, que na realidade de hoje não consegue mais contemplar todos os nossos custos".

Desvios

A PRF informou que enviou quatro equipes para o local. Somente carros de pequeno porte e motocicletas estão transitando pela rodovia.

A Polícia Rodoviária comunicou que foram realizados desvios para os caminhões em direção à cidade de Caucaia e também por vias locais em direção aos bairros da Pajuçara e Centro da capital.

Manifestação nacional

Além do Ceará, caminhoneiros também realizam protestos em outros sete estados: Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo.

Os protestos ocorrem contra o aumento do combustível e dos impostos no valor do diesel. A última alta diária ocorreu na sexta (18), quando a Petrobras elevou os preços do diesel em 0,80% e os da gasolina em 1,34% nas refinarias. Foi o 5º reajuste diário seguido. A escalada nos preços acontece em meio à disparada nos preços internacionais do petróleo.

A Petrobras diz que as revisões podem ou não refletir para o consumidor final – isso depende dos postos. Mas, segundo a Agência Nacional do Petróleo, do Gás Natural e dos Biocombustíveis (ANP), o preço médio do diesel nas bombas já acumula alta de 8% no ano.
Caminhoneiros bloqueiam trecho de rodovia no Ceará em protesto contra aumento do combustível