Mãe de 92 anos mata filho por não querer ir morar em Asilo

Mãe de 92 anos mata filho por não querer ir morar em Asilo

Um mãe se revoltou com a ideia de seu filho em manda-lá para um asilo e decidiu de forma trágica a pior hipótese de evitar a ideia de seu filho. A americana que tem 92 anos de idade matou seu filho

Leia tudo

Um mãe se revoltou com a ideia de seu filho em manda-lá para um asilo e decidiu de forma trágica a pior hipótese de evitar a ideia de seu filho.

A americana que tem 92 anos de idade matou seu filho que tinha 72 anos, e a policia afirmou que o motivo torpe da morte foi para evitar a internação no asilo.

Anna Mae Blessing, que foi acusado de homicídio pela morte do filho, e confessou que o motivo foi por discordar de seu filho de interna-lá em uma asilo por alguns dias, o motivo foi registrado nos documentos do processo judicial da prisão.

"Você tirou minha vida, então eu estou tirando a sua", disse a mãe assassina ao ser retirada da casa que compartilhava com o filho e a namorada dele, no estado Texas no Arizona. A senhora disse à policia que a intenção era matar o filho e após isso cometer o suicídio para não ter que ser presa.

O crime aconteceu na manhã da ultima segunda- feira na cidade de Fountain Hills, no condado de Maricopa, segundo registros da policiais obtidos pela imprensa local.

O nome da vitima não foi revelado pela Policia, Mas o filho queria que a mãe se mudasse para um asilo local pois já se queixava que estava difícil o convívio com sua mãe, a Namorada da vitima disse a impresa que ele justificou a mudança da mãe para asilo dizendo: "ficou difícil conviver com ela".

Em comunicado a policia revelou que a senhora havia escondido duas armas em sua bolsa antes de confrontar-se com o filho sobre a mudança para o asilo. E durante a discussão que acabou com a tragedia, a senhora sacou um revólver que havia sido adquirido na década de 1970 e então atirou com o seu filho.

Segundo laudo a policia encontrou o filho de Blessing já morto e havia dois ferimentos no corpo, um no pescoço e outro na mandíbula. A senhora ainda teria tentado atirar na namorada de 57 anos da vitima mas que conseguiu tirar a arma da mão da dela evitando uma tragedia maior ainda, ao tomar a arma a namorada do filho, jogou a arma para um canto e conseguiu controlar a senhora.

A idosa teria então sacado a outra arma que segundo a senhora revelou que esta teria sido presente dos eu falecido marido também na década de 1970, então a senhora ao sacar a outra arma a namorada do filho conseguiu a desarma novamente e então após isso fugiu do local e chamou a policia.

Quando a policial chegou ao local encontrou a senhora em seu quarto em uma cadeira reclinável, e ela teria dito aos policias que por sua atitude ela não merecia nem ser presa e merecia morrer.

A policia informou que a senhor será julgada por Homicídio Qualificado, com agravante de Sequestro, e sua fiança foi fixada em US$ 500 mil (aproximadamente o equivalente a 1 Milhão e 950 mil reais).