O peso de ser grande – Vini Jr., o pequeno grande notável

O peso de ser grande – Vini Jr., o pequeno grande notável

A inveja existe, existe também um imenso – e quando digo imenso penso na torcida do Flamengo toda, para início de conversa – grupo de pessoas que torcem pelo seu sucesso. E, sim. Estou falando de

Leia tudo

A inveja existe, existe também um imenso – e quando digo imenso penso na torcida do Flamengo toda, para início de conversa – grupo de pessoas que torcem pelo seu sucesso. E, sim. Estou falando de Vinícius Jr. e os ataques que o garoto já encara desde que começou a aparecer na mídia.

O menino Vinícius cresceu rápido demais. Tudo em sua vida foi rápido demais. Pulou etapas, porque os desafios já não eram equilibrados. Com 16 anos já estava vendido ao Real Madri e estreava pelos profissionais. Foi ficando cada vez mais importante dentro de campo e este ano é titular. Provavelmente vai embora e o veremos apenas pela Tevê. O garoto tem muita qualidade e o que assusta é que o potencial é muito alto. Isso é o que desperta a inveja.

Nem gosto de dar ibope para essas coisas, mas em tuíte do canal Fox Sports foi chamado de Negueba Jr, fraco, enganador e muito mais foi falado do garoto nos comentários. Não é a primeira nem a última vez e nem tem a ver com a emissora.

Vamos lembrar que a definição de inveja é que o autor da inveja gostaria de estar em seu lugar. Ponto final. O menino terá que lidar com essa turma para sempre porque tem MUITO talento. Muitos outros tiveram que lidar antes dele e estar na mesma prateleira que Ronaldinho, Ronaldinho Gaúcho, Neymar, CR7 e Messi só atestam isto.

Aqui tem uma torcida que te ama. Quando aparecerem os abutres, lembra que uma nação está atrás de você, te dando suporte, torcendo pelo seu sucesso… Sabe aquela galera no Maracanã gritando: “Fica Vinícius”? Eles são só a ponta do iceberg. Representaram mais de 40 milhões e você tem todo esse apoio.
O texto começa com um ditado popular e gostaria de encerrá-lo com outro de igual valor para a situação. “A inveja é a homenagem que a inferioridade tributa ao mérito”. Continuamos com você!

Anderson Alves, O otimista.