Procon orienta sobre greve dos Correios: usuário pode ser ressarcido por mercadoria não entregue

Procon orienta sobre greve dos Correios: usuário pode ser ressarcido por mercadoria não entregue

Com a greve dos Correios iniciada ontem (12), a empresa opera com capacidade reduzida em 22 estados e o Distrito Federal. Com isso, a população deixará de receber suas encomendas e correspondências.

Leia tudo

Com a greve dos Correios iniciada ontem (12), a empresa opera com capacidade reduzida em 22 estados e o Distrito Federal. Com isso, a população deixará de receber suas encomendas e correspondências importantes, tais como documentos e contas para pagar. Fica então a dúvida: como proceder?

Para responder, a Fundação Procon de São Paulo divulgou algumas orientações para os consumidores. De acordo com o órgão, aqueles que contrataram os serviços dos Correios têm direito a ressarcimento ou abatimento do valor pago, caso esses serviços não forem prestados.

Usuários também poderão recorrer à Justiça para pedir indenização em casos de danos morais ou materiais pela falta da prestação do serviço, de acordo com o Estadão.

Outras orientações

Se você adquirir um produto de uma empresa que contrata serviços dos Correios para a entrega, cabe ao remetente procurar outros meios de levar a encomenda dentro do prazo contratado.

Outra orientação importante diz respeito ao envio de contas, como boletos e faturas. O não recebimento da correspondência não isenta o consumidor de pagar a cobrança. Nesses casos, no entanto, a empresa credora deve oferecer outros meios, tais como envio boletos via internet, ou mesmo acerto das contas presencialmente na loja ou sede da empresa.

Assim, o consumidor deve entrar em contato com o credor antes do vencimento e solicitar outra opção de cobrança ou de pagamento, para evitar futuras multas e cancelamentos de serviços.

Além da greve, muitos vendedores que utilizam o Mercado Livre relataram na manhã dessa segunda-feira (12) diversos problemas ao tentar enviar encomendas em agências dos Correios. Ao que parece, o sistema PLP (pré-lista de postagem), utilizado para o envio dos pacotes, ficou diversas horas "fora do ar".

Fonte: Tec Tudo