Segurança tenta impedir que cliente pague almoço para criança

Segurança tenta impedir que cliente pague almoço para criança

Uma pessoa filmou a ação do segurança e o vídeo viralizou na web. O caso aconteceu em Salvador, na

Leia tudo


Uma pessoa filmou a ação do segurança e o vídeo viralizou na web. O caso aconteceu em Salvador, na Bahia
Um segurança de um shopping de Salvador, na Bahia, tentou impedir um homem, identificado como Kaique Sofredine, de comprar o almoço para uma criança na praça de alimentação do estabelecimento. O caso aconteceu nesta segunda (11) e o vídeo que flagrou a situação viralizou nas redes sociais. No vídeo, publicado por Kaique em sua rede social, as imagens mostram um cliente se aproximando de um restaurante acompanhado da criança, que veste uma camisa de time e supostamente é moradora de rua. Ao chegarem no local, um segurança se aproxima e orienta que o funcionário do estabelecimento não venda o prato. Leia também Garotinho de oito anos ajuda senhora a subir escada e vídeo viraliza Por conta disso, o cliente mostra indignação com a abordagem do segurança e insiste: "Ele vai comer, ele vai comer", disse. No vídeo, é possível ver o segurança tentando tirar a criança à força da praça de alimentação. A situação gerou revolta nos clientes que estavam no local e acompanharam a situação. Também é possível ouvir uma senhora pedir, aos gritos: "Não faça isso não!". "Estou muito revoltado com isso que aconteceu hoje (esta segunda-feira). Fui pagar um almoço pra uma criança e o segurança disse que ele não iria comer. Foi uma longa discussão até chamar o supervisor dele e por fim o supervisor deixar o menino comer no shopping", escreveu no post, em que o vídeo ultrapassou 8 milhões de visualizações. Segundo o jornal Extra Online, no vídeo, também é possível ouvir o segurança dizendo que estava apenas "realizando seu trabalho". O cliente, que quis pagar o almoço do menino, impede que o segurança chegue perto da criança. A situação foi amenizada com a chegada de um supervisor de segurança do shopping, que permitiu que o cliente pagasse o alimento para o menino. VEJA VÍDEO Em nota, o Shopping informou que o funcionário foi afastado de atividades relacionadas a atendimento ao público. A decisão teria sido tomara após uma reunião nesta terça